Unioeste não é a mais cara, mas é uma das mais produtivas, diz Cascá

Paulo Sergio Wolff, reitor da Unioesste (Pedro Ribas/ANPr)

Após o Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) divulgar que cada aluno da Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná) custa aos cofres públicos mais de R$ 15 mil mensais, o reitor da instituição, Paulo Sergio Wolff, o Cascá, divulgou nota e convocou uma coletiva de imprensa para rechaçar as informações.

Questionado sobre a informação de que a Unioeste e a mais cara entre as sete universidades estaduais, Cascá foi enfático. “Não é verdade que ela é a mais cara, mas ela é uma das mais produtivas do país”, disse o reitor.

Segundo Cascá, há quatro anos a Unioeste ocupava a 83ª posição no ranking entre as universidades do país, segundo avaliação do MEC e hoje está na 27ª posição.

Cascá questionou os números e disse que bastava dividir o orçamento anual pelo número de alunos para mostrar que os números são exagerados. Ele disse que não pode considerar a pessoa que fez o cálculo preparada para a função.

“É tão absurdo o que foi falado que eu só posso imaginar que essa pessoa não está preparada para estar lá [no TCE-PR]”, declarou. Ele ponderou, no entanto, que é um caso isolado e que não poderia colocar todos os servidores do Tribunal no mesmo balaio.

Sobre a auditoria que o TCE-PR vai iniciar na próxima segunda-feira (3), Cascá disse que isso é saudável, mas questionou o que faziam os técnicos do órgão fiscalizados quadrimestralmente quando há um levantamento de dados das instituições para auditoria.

(Da redação)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.