Show Pecuário: Município reativa o Programa de Inseminação Artificial

Produtores rurais recebem doses de sêmen e nitrogênio líquido como incentivo à melhoria genética do plantel leiteiro

Este segundo dia de Show Pecuário foi marcado pela retomada, por parte da Prefeitura de Cascavel, do Piac. O Programa de Inseminação Artificial de Cascavel – que estava desativado havia cerca de seis anos – voltou a receber incentivo do governo municipal com a compra de 1,3 mil doses de sêmen bovino das raças Jersey e Holandesa e do nitrogênio líquido utilizado para resfriar e abastecer os botijões onde o produto é armazenado. A entrega das primeiras doses ocorreu nesta manhã (26) a 86 produtores ligados a 18 condomínios ativos.

“Esta é a era do poder público investir neste grande mecanismo que é a nossa produção”, disse o prefeito Leonaldo Paranhos aos produtores beneficiados, ao lembrar a conversa que teve com o secretário de Agricultura, Agassiz Linhares Neto no início do mandato sobre o custo para retomar o programa, relativamente baixo pelo tempo que ficou desativado. Para esta compra, por exemplo, com valor inicial estimado em R$ 36.190,00 – a licitação para aquisição de 400 doses de nitrogênio no valor final de R$ 2,8 mil, mais 300 doses de sêmen bovino da raça Jersey com valor total final de R$ 8.550,00 e 800 doses de sêmen da raça Holandesa totalizando R$ 24 mil, foram investidos R$ 35.550,00.
“O valor deste programa não está no custo financeiro que a Prefeitura investe, mas em agregar valor à produção do leite, por isso decidimos retomar este importante programa, porque faz parte do nosso compromisso com a nossa agricultura, com a nossa agropecuária, com o nosso produtor rural. Estamos debruçados no que temos de melhor, que é a nossa produção. Nos orgulhamos em dizer que a nossa região é uma grande produtora, mas não falamos que o Município não investe nas estradas, na produção dos pequenos. Nossa presença aqui não é apenas física, mas de reconhecimento do que significa a nossa produção”, reafirmou Paranhos.
Segundo Agassiz Linhares, além das primeiras 50 doses entregues hoje, os produtores poderão contar com incentivos permanentes, como a retomada dos cursos de inseminação para reciclagem dos produtores já capacitados e também para a inclusão de novos membros das famílias e, ainda, com cursos de manejo de gado leiteiro. “Além da entrega de sêmen, estamos fazendo novas parcerias que viabilizem a entrega de embriões especiais, visando a uma melhora significativa na genética dos animais e na qualidade da produção”.
Anúncios que reascenderam a motivação em produtores como seo Aldo Rubens, de Agro Ibema, “a última localidade do Município”, como ele mesmo definiu. O condomínio foi implantado em 2005 pelo Município, com toda a capacitação necessária, mas há seis anos vem se mantendo apenas com recursos próprios. Hoje é formado por 11 famílias, cada uma com 40 vacas leiteiras que produzem em média 17 litros de leite cada ao dia. “Hoje ficamos bastante motivados e esperançosos em saber que vamos receber esta ajuda novamente, pois é um sinal de maior qualidade genética e aumento na produção. Já estávamos cansados de bater estrada pedindo ajuda e só receber não como resposta”, contou o produtor.
(SECOM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.