Se tu és um filho de Deus

Rogério Buzzi é escritor

Quando Cristo foi tentado no deserto, Satanás tentou obter um milagre, como prova de que Ele era o Filho de Deus e, por duas vezes, colocou em dúvida esta filiação divina.

Satanás sabia que Aquele que ali estava era o Filho de Deus, porém, tanto na exigência da transformação das pedras em pães, quanto no “joga-te daqui abaixo”, lança a semente da dúvida: “Se tu és o Filho de Deus”.

Tristemente, a vitória que não conseguiu em Cristo, tem conseguido através dos milhares de pastores, ministros e membros das igrejas de hoje. Satanás tem dito a todos que se dizem cristãos: Se tu és um filho de Deus, prove, faça um milagre e eu acredito em você.

E as igrejas que fazem “milagres” ficam abarrotadas, e os pastores que os fazem, arrastam milhões. Paulo adverte, inspirado por Deus, já antevendo a armadilha que o inimigo faria.

“Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria” (1ºCoríntios 1:22). Os “cristãos” modernos querem sinal, milagre, e o inimigo os dá, e as igrejas criam a agenda para os milagres. Segunda: Milagre financeiro, Terça: Milagre da saúde, Quarta: Milagre no relacionamento, Quinta: Expulsão de Demônios, e por aí vai.

Se Cristo quiser curar um doente na quarta, não vai poder, porque na quarta é relacionamento, terá que voltar na segunda, porque Ele tem que obedecer a agenda dos pastores.  A igreja precisa entender que os pastores é que devem ser usados por Cristo e não o contrário.

Recentemente um destes falsos pastores chegou a dizer em canal de televisão aberto, em mais um destes cultos destituídos de razão, onde impera o comércio, que Deus está obrigado a cumprir a palavra do pastor, quando este a determina.

Se a igreja ou membro não têm milagres, está fora, não são filhos de Deus, segundo seu critério humano. Ocorre que há igrejas que não têm agenda de milagres, e nestas igrejas existem milhões de membros. Será que não há ao menos um filho de Deus nelas, que pudesse pelo Senhor, fazer milagres? Onde então está o problema?

E João Batista que Jesus disse que não houve profeta igual na terra? Por que os cultos dele não tinham milagres? Porque ele não fez um único milagre?

A questão aqui não é se os Filhos de Deus podem ou não fazer milagres, A questão é querer provar a filiação divina fazendo milagres, este é o erro. É isso que as igrejas de hoje fazem e usam isso para arrancar quanto dinheiro for possível daqueles que enganados, buscam milagres “financeiros”, “amorosos” na “expulsão de demônios”, e mesmo na “saúde”.

Cristo nunca fez um único milagre para provar sua Divindade.

Meu amado irmão e minha amada irmã, quando orar pedindo que Deus opere um milagre, e ele não ocorrer, lembra-te de duas coisas.

1) A fé não se agarra ao que quero, mas à confiança de que o Pai sabe o que é melhor. Fazer o milagre ou não é prerrogativa Dele. Aceitar isso é fé.

2) Ao orar, principalmente quando cometeu algum pecado, que é quando nossa fé se abala, o inimigo colocará um dúvida se você é ou não um filho de Deus.

Alegra-te antes, porque teu nome está escrito nos livros dos céus.

No final, resta que…Nós o amamos, porque ELE NOS AMOU PRIMEIRO.

Não é o milagre que prova o cristianismo de alguém, pois o diabo desde o princípio faz também os seus “milagres”, contrafazendo a obra de Deus, fazendo com que o bastão dos sacerdotes se transformassem em cobras. Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama (João 14:21)…Esta é a prova.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.