“Sanepar descumpre contrato assinado”, denuncia vereador Romulo ao MP

Vereador Romulo Quintino (Divulgação)

Nesta terça-feira (5) o vereador Romulo Quintino (PSL), foi até a 12ª Promotoria de Defesa do Consumidor protocolar denúncia sobre o descumprimento do contrato firmado em 2004 entre a prefeitura de Cascavel e a Sanepar.

Para o vereador a mudança de 10 m³ para 5 m³ na tarifa mínima de consumo de água é uma grave ação unilateral promovida pela Sanepar: “Em julho de 2017, a Sanepar mudou unilateralmente o que estava pactuado em contrato, isso gerou um escalonamento diferenciado na cobrança do consumo, o que estava assegurado em contrato foi rompido pela Sanepar”, interpreta o vereador Romulo Quintino.

Para o vereador, embora a Sanepar tenha em seu quadro de acionistas que representam a iniciativa privada, a empresa não deve apenas visar o lucro. “Embora o serviço seja de qualidade, essa mudança nas regras de cobrança gerou profundo impacto nos orçamentos domésticos e representa uma grande injustiça social com todas as classes”, defende.

Em sua denúncia à Promotoria de Defesa do Consumidor, o vereador Romulo peticionou o imediato cumprimento do contrato feito em 2004, e consequente devolução aos usuários dos valores pagos desde 2017, em seu modo de ver, cobrados de modo irregular.

Assessoria de Imprensa/CMC

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.