Projeto garante acesso a medicamentos no SUS mesmo com receita de médico particular

Marcelino Duarte/ Assessoria CMC

Tramita na Câmara o Projeto de Lei 52/2019, do vereador Jorge Bocasanta (PROS), que autoriza as pessoas a terem acesso a medicamentos gratuitos fornecidos nas Unidades Básicas de Saúde – UBS, Unidades de Pronto Atendimento – UPA e demais unidades da saúde habilitadas pelo município de Cascavel, ainda que tenham sido prescritas por um médico particular que não atua no SUS.

Para que a receita seja aceita, os medicamentos devem ser prescritos pelo nome genérico e, se possível, dentro da Relação Nacional de Medicamentos Essenciais (RENAME), lista que contém os medicamentos que são distribuídos pelo SUS.

A lei será afixada nas Unidades de Saúde de todo o município informando acerca da autorização para que o direito da população. Segundo Bocasanta, é preciso lembrar que a saúde é um direito constitucional e universal e que todas as pessoas têm direito de acesso igualitário os serviços do SUS, independentemente de sua condição financeira ou de ser usuário de plano de saúde ou mesmo de terem pago uma consulta particular. “Infelizmente, os brasileiros não podem contar com um sistema público que atenda a todos e com qualidade, isso seria o ideal”, destaca o vereador. “Apesar disso, precisamos garantir pelo menos o acesso aos medicamentos para todos de forma igualitária”, finaliza.

Assessoria de Imprensa/CMC

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.