Projeto de lei de estudante do IFPR Cascavel é selecionado entre os melhores do Brasil

Marico Pacheco com a estudante Vanessa

Diante do descrédito generalizado da política brasileira, muitos jovens revelam com as suas ações de que é possível mudar a realidade presente. É o caso da estudante cascavelense do 4º ano do curso Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio, Vanessa da Silva Almeida, 18 anos, que vai defender o seu Projeto de Lei Brasil Sustentável no fim deste mês na Câmara Federal.

Além de Vanessa, o concurso selecionou outros projetos em todo Brasil com ideias inovadoras para o programa Parlamento Jovem Brasileiro da Câmara Federal. Ela é aluna do IFPR (Instituto Federal do Paraná), campus de Cascavel. O Projeto de Lei Brasil Sustentável, de sua autoria, foi selecionado entre dezenas de estudantes do ensino médio e técnico das escolas públicas e privadas no Estado do Paraná.

O trabalho teve a orientação do professor Doutor em História Rudy Nick Vencatto. Vanessa obteve uma excelente classificação, sendo selecionada com uma média final de 94 pontos. Ela não esconde a felicidade de representar Cascavel e o Paraná na etapa final do concurso.

“Eu fico feliz em representar a nossa cidade e o nosso Instituto Federal, mesmo com todos os problemas enfrentados com a falta de recursos por ser uma instituição nova em Cascavel”, afirma. De acordo com ela, foram cinco semanas desenvolvendo o projeto de lei, que teve a coordenação do Professor Rudy Nick.

A proposta criada pela estudante tem o objetivo de incentivar outros colegas a produzir conteúdo de iniciação científica. “Acho que a escola pode avançar muito nesta questão e incentivar as ações sustentáveis porque o mundo não é somente tecnologia”, diz a estudante.

Ela diz ainda que “é possível fazer ciência com consciência, utilizando a natureza como meio de pesquisa e ainda promovendo a sua sustentabilidade”. O deputado Marcio Pacheco (PPL) tomou conhecimento do projeto de lei e decidiu apoiá-lo e divulgá-lo como incentivo e valorização à criatividade dos jovens cascavelenses.

“A gente precisa incentivar as novas gerações a participar da vida deste País. No caso da Vanessa, é motivo de orgulho uma estudante de Cascavel e da escola pública se engajando com as questões sociais e na formação da cidadania”, afirma o deputado.

Para Vanessa, a seleção de seu projeto lhe proporcionou confiança no futuro. “Já decidi que eu quero fazer Direito e Relações Internacionais. Eu também quero com esse trabalho discutir o papel social da escola e a nossa participação na sociedade. Hoje todo mundo crítica a situação do País, mas são poucos os que se engajam na luta e propõem soluções para melhorar o quadro atual”, ressalta Vanessa.

Entre 25 a 29 de setembro, ela vai se juntar a outros 77 estudantes selecionados em todo o Brasil para o programa Parlamento Jovem, na Câmara Federal, em Brasília. Na oportunidade, os alunos serão empossados como deputados jovens e têm a oportunidade de desenvolver habilidades de argumentação e respeito à diversidade de opiniões, além de construir um olhar mais crítico sobre sua realidade.

 

Projeto é voltado aos alunos do ensino médio

O Parlamento Jovem Brasileiro foi criado em 2003, pela Resolução da Câmara dos Deputados nº 12/03, e é regulado pelo Ato da Mesa nº 49/04. Trata-se de uma oportunidade única para os estudantes do ensino médio vivenciarem na prática, durante uma semana, os trabalhos dos deputados federais, elaborando projetos de leis e debatendo na Câmara dos Deputados temas de grande importância para o nosso país.

O programa tem por objetivo contribuir para o desenvolvimento da cidadania e o conhecimento sobre como se organiza a democracia representativa brasileira. Para tornar-se um Deputado Jovem é necessário passar pelas diferentes etapas de seleção dentre as quais, uma etapa de seleção estadual e outra nacional.

(Assessoria)

 

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.