Presos da PEC reclamam da alimentação e ameaçam protesto

Em meio a uma crise nacional no sistema prisional em especial no paraná, onde diversos agentes foram vítimas de atentados proporcionados pelo crime organizado, presos, insatisfeitos reclamam as autoridades sobre aquilo que eles julgam ser desumano.

Uma carta foi apreendida pelos agentes penitenciários da PEC – penitenciária estadual de Cascavel, antes mesmo de ela chegar ao destinatário final, onde os presos reclamam da hospedagem no presídio. A carta intitulada de “Projeto de Alimentação” traz um assunto que tem tirado o sono dos detentos, seja ele: o fato de que estes estão recebendo somente 5 misturas diferentes por semana e ainda alegam que o correto seria o Estado fornecer 14 diferentes formas de refeição.

Os presos ainda reclamam da forma como a comida é preparada (como se fosse possível um restaurante agradar o paladar de cerca de 1000 presos), com pouco sal e feijão com pouco caldo, e pedem ainda à empresa responsável pela alimentação “tempero e mais capricho, pois do jeito que vem não dá”, e ainda a possiblidade de “abrir um diálogo com o responsável do restaurante”. Para os presos receber misturas como panquecas, quibe e risoto, entre outras misturas, mesmo que de forma diversificada não condiz com o que o Estado é obrigado a fazer pelos seus presos, e estes classificam está atitude estatal como desumana.

Ainda na carta os internos pedem o apoio de todos os presos da unidade prisional e ameaçam devolver a alimentação caso está não venha saborosa ou caso repitam a mistura durante a semana. E finalizam a carta informando a data para início do projeto: dia 22/05/2017. Provavelmente eles quiseram dizer 22/06

Na manhã desta terça-feira (20) aparentemente os detentos iniciaram uma manifestação. Um vídeo divulgado pelo portal CGN (Central Gazeta de Notícias) mostra os presos gritando o nome da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.