Prefeito e secretária de Educação ouvem diretores no “Gabinete Aberto”

Reunião aconteceu hoje na Prefeitura de Cascavel (Secom)

O prefeito Leonaldo Paranhos e a secretária de Educação, Marcia Baldini, realizaram na tarde de hoje (26), mas a quarta edição do Gabinete Aberto da Educação. Demandas de seis Cmeis (Centros Municipais de Educação Infantil) e de uma escola municipal foram apresentadas ao prefeito à secretária. Antes do início do atendimento desta segunda, o prefeito liberou recursos para reforma do Cmei Leonardo Chevinskiuma, importante demanda que surgiu na primeira edição do Gabinete Aberto.

A primeira comunidade escolar atendida hoje foi a do Cmei Valério Baratter, do Bairro Santa Felicidade. A diretora Fábia Andreia da Silva apresentou demandas diversas, como a solução de goteiras, troca de portas, móveis e instalação de toldos, bem como a necessidade de adequação para acessibilidade e uma reforma geral na estrutura. “Além da estrutura, não temos um parquinho ou um espaço externo para as crianças brincarem”, pontuou.
O prefeito, como vem fazendo nos demais atendimentos, explicou que o encontro serve para planejar as ações necessárias para resolver as demandas nas unidades educacionais do município e que é atendendo cada escola e Cmei individualmente que se identifica o que pode ser feito a curto, médio e longo prazo. No caso do Cmei Valério Baratter, Paranhos explicou que uma reforma imediata, sem um recurso suficiente para suprir todas as necessidades da unidade não seria a melhor saída. “Se for fazer uma reforma agora, sem recurso, teríamos de fazer algo de improviso, então o ideal é esperar mais um pouco e realizar uma reforma que resolva realmente o problema”, explicou.
Diante disso, ficou acordado que as demandas menores, que envolvem as questões de goteira seriam verificadas o quanto antes pelo setor de manutenção da Secretaria de Educação e a necessidade de toldos e troca de portas será atendida assim que forem concluídas as licitações para estes serviços.
A diretora do Cmei Passos para a Vida, do Bairro Morumbi, entre outras demandas, apresentou a preocupação com as condições de um muro que fica próximo ao parquinho. Quanto a esta situação, o prefeito se prontificou a visitar o local para verificar de perto a necessidade de alguma intervenção no muro para garantir a segurança das crianças e dos funcionários.
A comunidade do Cmei Castelinho, do Bairro Interlagos também foi recebida. Na ocasião, o prefeito e a secretária reafirmaram o compromisso de buscar resolver junto à Sanepar a falta de rede de esgoto, já que a unidade ainda não é contemplada. Outro compromisso firmado é o estudo para a elaboração de um projeto para a ampliação do Cmei com a construção de mais salas em um terreno ao lado do prédio atual, uma demanda que vai ficar para 2018, mas que vai permitir a ampliação de vagas naquela região.
Cmeis Proinfância
Dos seis Cmeis atendidos nesta tarde, três são “Cmeis Proinfância”, cujo projeto é do Governo Federal. Dos três Cmeis surgiu uma demanda em comum e que, segundo a secretária, é comum aos 12 “Cmeis Proinfância” do município: o fato de o refeitório e o acesso às salas ser aberto, o que dificultaria o trajeto das crianças aos banheiros e ao refeitório em dias de frio e chuva.
Para este problema foram apontadas duas soluções: Fechar com vidro, a exemplo dos novos Cmeis que estão para ser inaugurados no Conjunto Residencial Riviera, em que o novo projeto já contempla o refeitório fechado com vidros, ou a colocação de toldo do tipo cortina, que se apresentou a solução mais rápida, tendo em vista que todos os Cmeis têm menos de cinco anos e por se tratar de um projeto federal, não é possível alterar a estrutura antes de vencer os primeiros cinco anos.
Os CmeisProinfância atendidos hoje são o Cmei Miguel Liba, do Loteamento Tio Zaca, no Santa Cruz, o Cmei Drª Zilda Arns, também do Santa Crus e o Cmei Maria Eliza Oliveira dos Santos, do Bairro Santa Felicidade.
Escola do Centralito
Além dos seis Cmeis, também Escola Municipal Aquiles Bilibio, da Comunidade de Centralito. Recentemente a secretária Marcia visitou a escola e ouviu as principais demandas. Por conta desta visita, foi possível já trazer respostas para a comunidade escolar, a exemplo da troca de pisos e armários novos para a cozinha. Para os armários novos já foi feita a medição na escola e para os pisos, o prefeito assinou a autorização para a troca dos pisos e a pintura do piso externo.
Há ainda a necessidade da construção de pelo menos mais duas salas de aula para atender a demanda da escola, que hoje atende em uma sala de aula construída de forma improvisada no saguão. Mais uma demanda que deverá ser atendida a longo prazo, mas que conta com o compromisso da atual gestão.
(Secom)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.