PCPR prende suspeitos de liderar associação criminosa que desviou ureia da Petrobras

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) prendeu, na manhã de quarta-feira (26), pai e filho, de 46 e 31 anos, suspeitos de liderar uma associação criminosa que desviou 37 mil quilos de ureia da Petrobras. A dupla foi presa no Litoral do Estado, na Baixada da Labra, situada em Paranaguá, em cumprimento a mandados judiciais de prisão temporária e busca e apreensão.

A PCPR deu início às investigações há aproximadamente um mês, quando apreendeu um caminhão bitrem com placas adulteradas e documentação falsa. O condutor do veículo foi preso em flagrante na ocasião. Conforme apurado, ele teria sido contratado pelos suspeitos para realizar o desvio da carga. A dupla teria inclusive falsificado documento para o motorista que transportaria o produto.

De acordo com as diligências, os suspeitos se infiltram em grupos de aplicativo de mensagens instantâneas e ludibriam proprietários de transportadoras que solicitam serviços de frete. Ou seja, utilizam um caminhão adulterado e passam-se pela empresa que fornecerá o serviço.

As investigações continuam com o intuito de identificar outras pessoas envolvidas com o crime, bem como investigar quem seria o receptador das cargas desviadas pelo grupo criminoso.

A dupla já tem antecedentes criminais por roubo de cargas e responderá novamente pelo mesmo tipo de crime. Ambos estão presos à disposição da Justiça.

(Assessoria/PCPR)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.