Passar mais de 4h em frente à TV aumenta chance de roncar em 78%

Pesquisa de Harvard monitorou 138 mil pessoas por até 18 anos para analisar chance de desenvolver apneia do sono

Uma pesquisa da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, descobriu que pessoas que passam mais de quatro horas por dia em frente à televisão têm 78% mais chance de desenvolver apneia do sono e roncar durante a noite.

Os cientistas monitoraram dados de saúde e atividade física de 138 mil pessoas durante 10 a 18 anos. Eles descobriram que, quanto mais sedentário o participante, maior a chance de desenvolver a doença.

Para evitar o problema — que pode aumentar o risco de câncer, ataque cardíaco, pressão alta, AVC, diabetes tipo 2 e desordens cognitivas e de comportamento –, os responsáveis pela pesquisa defendem que a quantidade de exercício físico seja aumentada por pessoas que passam muito tempo sentadas.

“Encontramos uma relação clara entre os níveis de atividade física, comportamento sedentário e risco de apneia do sono. Pessoas que seguem os guias da OMS e fazem pelo menos 150 minutos de exercício moderado por semana e passam menos de quatro horas diárias assistindo televisão têm menor chance de desenvolver a condição”, explicou Tianyi Huang, responsável pelo levantamento, em entrevista ao Daily Mail.

Huang disse que sentar à frente da televisão traz maior risco por causa de comportamentos associados com a atividade, como o consumo de alimentos gordurosos e bebidas açucaradas. O aumento de peso também é um fator de risco para apneia do sono.

Foto: Istock

(Metrópoles)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.