Parceria traz a Cascavel a “Orquestra Sinfónica Popular de Quilpué”

Evento que presta homenagem à Violeta Parra terá apresentação gratuita e única no dia 6 de fevereiro, no Teatro Municipal Sefrin Filho

Uma parceria entre a Secretaria de Cultura e Esportes e a Escola Uli Idiomas, com apoio cultural da Fundetec e da Fundação de Esportes e Cultura de Cascavel, traz a Cascavel a apresentação internacional da “Orquestra Sinfónica Popular de Quilpué”. Direto do Chile, a Orquestra traz no repertório obras consagradas como “Que he sacado con quererte”, “Gracias a la vida”, “Maldigo del alto cielo”, “Run run se fue pal norte”, “Que dira el santo padre”, “Volver a los diecisiete”, “Arauco tiene una pena”, entre outras, numa apresentação única e em homenagem a compositora, cantora, artista plástica e ceramista chilena, Violeta Parra, que completou em 2017 cem anos.

Considerada a mais importante folclorista e fundadora da música popular chilena (Nueva Canción Chilena), uma das maiores expressões da arte no Chile, Violeta Parra será homenageada no Teatro Municipal Sefrin Filho no dia 6 de fevereiro, às 20 horas. A entrada equivale a um quilo de alimento não perecível, que será doado a instituições de caridade.

A “Orquestra Sinfónica Popular de Quilpué”, além de ser composta por instrumentos tradicionais, incorpora também instrumentos indígenas, como o charango, a quena, a zampoña e o bombo da cultura popular, um hibridismo introduzido por Violeta Parra em suas obras unindo o erudito e o popular.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.