Paranhos abre sindicância para averiguar sobrepreço em licitação de medicamentos

“Não podemos e não vamos admitir compra de itens com sobrepreço”, diz Paranhos

O prefeito Leonaldo Paranhos assinou no final da tarde desta sexta-feira (31), autorização para abertura de processo de sindicância para apurar problemas na licitação de medicamentos em que foram detectados sobrepreço em pelo menos 50% dos 236 itens. “Já determinei apuração para verificar onde foram cometidos os erros que prejudicaram a licitação. Medicamentos são essenciais, mas não podemos e não vamos admitir compra de itens com sobrepreço”, afirmou o prefeito.

Do total de 236 medicamentos que fazem parte da licitação, 22 (9%) não tiveram proposta apresentada; 131 (55%) apresentaram sobrepreço (valor superior à média praticada no mercado); e apenas 83 (35%) tiveram preço compatível para aquisição. Diante desta constatação apresentada após verificação realizada pela assessoria técnica do gabinete e o secretário municipal de Saúde, Thiago Stefanello, o prefeito determinou a sindicância e a aquisição somente dos itens com os preços compatíveis.

De acordo com Stefanello, mesmo com esta situação a população não será desassistida. “Já estamos concluindo um levantamento detalhado para verificar a necessidade de compras emergenciais para garantir o abastecimento das farmácias básicas e unidades de saúde”, completou o secretário.

(Secom)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.