Padre Robson é investigado por lavagem de dinheiro

De acordo com o Ministério Público de Goiás (MP), as negociações eram realizadas por meio da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe)

Apontado como líder de uma organização criminosa que desviava dinheiro doado por fiéis, o padre celebridade Robson de Oliveira Pereira, de 46 anos, é investigado pelo crime de lavagem de dinheiro em transações imobiliárias.

De acordo com o Ministério Público de Goiás (MP), as negociações eram realizadas por meio da Associação Filhos do Pai Eterno (Afipe), entidade criada e presidida por Robson.

Um aspecto em especial chamou a atenção dos promotores: todas as negociações imobiliárias sempre resultaram em prejuízo para a instituição criada pelo padre.

O MP menciona, por exemplo, o caso de um terreno situado na cidade de Trindade, cidade onde está a Basílica do Pai Eterno – paróquia sob o comando de padre Robson que se tornou destino de romaria de peregrinos católicos, situada a 23 km de Goiânia.

Foto: Divulgação

(ARede)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.