Operação prende 68 e cumpre 80 mandados de busca e apreensão

A operação da Polícia Militar e do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), nesta quarta-feira (31/07), resultou em 68 mandados de prisão (34 em abordagens e 34 em unidades prisionais) e 80 mandados de busca e apreensão cumpridos. A operação teve o objetivo de desarticular grupos associados a homicídios, tráfico de drogas e outros crimes, e abrangeu 40 municípios da Capital, Região Metropolitana e Interior do Estado.

Segundo o comandante do 5º Batalhão de Polícia Militar (5º BPM), major Nelson Villa Júnior, antes da operação houve um grande trabalho de inteligência, em conjunto com o Ministério Público, para descobrir os líderes e demais integrantes das facções criminosas. “O levantamento de informações teve início há cerca de um ano e meio, a partir de uma reunião entre o Comando Regional da PM de Londrina e o Ministério Público. Durante as investigações as diligências acabaram produzindo informações que viabilizaram a decretação dos mandados de prisão e de busca e apreensão cumpridos hoje”, explicou.

Ao longo do dia, cerca de 260 policiais militares de diversas unidades operacionais estiveram nas ruas para cumprir os mandados judiciais. Casas, delegacias e penitenciárias foram alvo de abordagens e encaminhamentos. Participaram a Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam), Pelotões de Canil e de Choque, com apoio do Batalhão de Operações Especiais (Bope), do Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (Bpmoa) e do Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde (BPAmb-FV).

O major Villa explicou que os grupos tinham envolvimento com diversos tipos de crimes. “Eles planejavam e praticavam inúmeros ilícitos penais, como homicídios, discutiam sobre possíveis atentados contra agentes públicos, crimes de roubo, extorsões de toda a ordem, crimes contra o patrimônio e sequestros, entre os próprios agentes, às vezes, desse mesmo grupo criminoso”.

Ele destacou que os efeitos das prisões e apreensões significam mais segurança e tranquilidade à população. “A Polícia Militar está dando respostas firmes e contundentes no combate ao crime organizado, eles estão o tempo todo sendo vigiados. À comunidade, deixamos o recado de que ela tem uma polícia forte, atenta e que na medida em que criminosos dessa periculosidade foram retirados de circulação, evidentemente ela está mais segura”, disse.

A operação ocorreu em 40 municípios de todo o Estado. Na Capital, houve abordagens no bairro Cajuru e nas dependências das Penitenciárias Estaduais de Piraquara I e II, onde há pessoas que, mesmo presas, mantinham contato com outros integrantes e se envolviam nas ações criminosas. Os trabalhos nas unidades prisionais contaram com apoio da Seção de Operações Especiais do Depen (Departamento Penitenciário do Paraná).

(AENotícias)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.