Miserável homem que sou

Luiz Carlos da Cruz

Sou uma daquelas pessoas com temperamento fleumático, quase nada me irrita, nem mesmo um pneu furado logo pela manhã na hora de sair para o trabalho. Calmamente peguei o macaco e a chave de roda, mas quando estava retirando o pneu reserva desisti da ideia de fazer a troca.
– Por que não aproveitar o dia ensolarado e fazer uma caminhada até o trabalho, amanhã eu troco – pensei comigo.
Lentamente guardei os materiais e desisti da troca. Uma longa caminhada me aguardava. Caminhar me faz um bem danado e eu costumo aproveitar o tempo para algumas reflexões.
E foi numa destas reflexões que no meio do caminho encontrei dois garis que varriam a rua alegremente conversando entre eles. Ambos me olharam sorrindo, mas perdido em meio aos meus pensamentos acabei por nem cumprimentá-los.
Uma quadra à frente um cãozinho lindo veio ao meu encontro balançando o rabo e pedindo atenção. Como sou apaixonado por animais, principalmente cães, não hesitei em passar a mão no amiguinho em resposta ao seu cumprimento alegre.
Quando fiz isso, parece que um Espírito tocou o meu espírito numa repreensão descomunal.
– Miserável homem que sou – balbuciei comigo.
Pensei comigo: – animais são divinos, criados conforme a palavra de Deus, mas o homem, esse foi criado pelas próprias mãos de Deus.
Passei por dois homens que alegremente estavam sorrindo trabalhando e ao menos os cumprimentei. No entanto, parei para acariciar um cãozinho.
Precisamos cuidar e amar os animais, mas, sobretudo demonstrar nosso amor com as pessoas ou, neste caso, pelo menos corresponder a um alegre sorriso. Precisamos rever nossa forma de amar o próximo.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.