Mais 29 alunos da Oficina do Pão recebem certificação

Solenidade aconteceu na manhã de hoje (Divulgação/Secom)

Mais 29 alunos da Oficina do Pão – que funciona anexo à Cozinha Comunitária do Bairro Interlagos – foram certificados hoje (18) no encerramento da Escola de Governo, no auditório da Prefeitura, na presença de diversas autoridades. Nove alunos fazem parte da primeira turma capacitada por meio do ConstRua Cidadão, programa recentemente implantado pela administração Leonaldo Paranhos e que visa oportunizar trabalho, capacitação e renda aos moradores de rua da cidade que estão alojados em abrigos do Município, como a Casa Pop. As demais turmas são de alunos encaminhados pelos Cras (Centros de Referência de Assistência Social) do Município.

O curso tem duração de sete semanas e é ministrado pela oficineira Maria de Fátima dos Santos, de segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas, sendo um dia para cada grupo específico. Os alunos começam aprendendo a fazer o pão caseiro simples, depois passam para o pão caseiro com ovo, seguem para o caseiro com ovo e leite, evoluem na semana seguinte para o caseiro com leite, ovo e farinha de trigo melhorada até chegar no pão com fubá e partir para a cuca, até finalizar o curso fazendo o pão doce. Após 80 horas de curso, saem capacitados para fazer pão para a família ou para iniciar uma profissão.
“Acreditamos que somente com oficinas de capacitação como essas é que a gente consegue melhorar a vida dessas pessoas, pois eles obtém dignidade de ir em busca de emprego e melhorar a qualidade de vida”, disse a primeira-dama e presidente de honra do Provopar, Fabíola Paranhos, que dentre tantas entregas, diplomou o ex-moradores de rua, Vanderlei Vieira de Carvalho, que veio de Londrina e mora na Casa Pop desde o mês de fevereiro.
“Foi um aprendizado muito bom. Entrei pelo incentivo da administração municipal e saio deste curso mais motivado a procurar um emprego. Aqui encontrei uma mudança de vida”, emocionou-se o integrante do ConstRua Cidadão.
Para Fabíola, além deste curso, um próximo sonho é formar mulheres na lida da arte de cuidar bem de uma casa, limpar, faxinar, cozinhar, “de forma que possam ter referência e capacitação na hora de conseguir uma vaga de emprego e se manter nele”.
Certificado e um Kit
Além do certificado, cada formando recebeu um kit composto por farinha, açúcar, fermento, sal, fubá, leite e óleo. Os produtos serão suficientes para a produção de 12 pães, com pelo menos três diferentes receitas para dar continuidade ao curso em casa.
“Este kit pode ser transformado tanto em consumo familiar ou para dar início a uma fonte de renda. Sabemos de alguns alunos que os vizinhos já estão solicitando para a venda, o que é muito positivo, pois  incentiva o empreendedorismo”, completa Fabíola.
Escolha de vida
O vice-prefeito e secretário de Serviços e Obras Públicas, Jorge Lange, dirigiu-se ao grupo elogiando a iniciativa pela busca do conhecimento, “que é algo que ninguém pode tirar de nós. Com isso espero que vocês consigam transformar este aprendizado em renda, em alimento para suas famílias e crescer.  Não parem por aqui. Busquem mais cursos que a administração oferece e, juntos, vamos crescer com vocês”.
Aos integrantes do ConstRua Cidadão, Lange parabenizou de um modo especial, lembrando que “aceitaram um desafio”, encorajando-os a nele permanecer. “Desejamos que vocês continuem firmes nesta escolha de buscar uma vida melhor”.
(As informações são da Secom)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.