Eleitores de Cantagalo já podem fazer o recadastramento biométrico

Reunião entre representantes dos três municípios da Comarca e do Tribunal Regional Eleitoral (Divulgação/Prefeitura)

Pelo calendário oficial, o recadastramento biométrico dos eleitores da Comarca de Cantagalo, que inclui ainda Virmond e Goioxim, será de 4 de setembro à 10 de novembro, mas o TRE-PR (Tribunal Regional Eleitoral do Paraná) decidiu antecipar os trabalhos e já é possível fazer o novo título de eleitor.

A partir da próxima eleição, os eleitores da cidade serão identificados por meio de biometria. Até o final de agosto o atendimento será feito no Cartório Eleitoral durante o horário normal de expediente.

No início do mês, uma reunião entre o prefeito Jair Rocha, a vice Neuza Grein Ruginski e representantes do TRE-PR e dos outros dois municípios que compõem a Comarca trataram dos detalhes do recadastramento, que também servirá como revisão do eleitorado.

O juiz auxiliar Marcelo Quentin, o assessor de Comunicação Social do TRE-PR e a coordenadora de Planejamento Estratégico do órgão, Solange Maria Vieira detalharam os procedimentos que serão adotados.

Prefeito Jair e a vice Neuza participaram da reunião (Divulgação/Prefeitura)

Quentin convocou os jovens de 16 e 17 anos, que não são obrigados a votarem, a fazerem o título de eleitor para ter um aumento no eleitorado.

Durante o período oficial do recadastramento, quando a demanda deverá ser menor, a Justiça Eleitoral contará com a colaboração dos municípios para o recadastramento.

Para fazer o recadastramento, o eleitor deverá ir ao Cartório Eleitoral com a Carteira de Identidade, CPF, comprovante atualizado de endereço e o título atual.

Paraná

Na semana passada, a Justiça Eleitoral do Paraná atingiu a marca de cinco milhões de eleitores recadastrados biometricamente, o que equivale a 63,43% de um universo de 8 milhões de eleitores no estado. Este percentual se mostra relevante diante da comparação com outras unidades da Federação, uma vez que apenas São Paulo possui mais eleitores revisados biometricamente.

Depois do Paraná, segue o estado de Pernambuco, com 3.900.310 (59,97%). O Rio Grande do Sul aparece em quarto lugar com 3.581.304 (43,06%).

A implantação do sistema de reconhecimento biométrico por meio das impressões digitais do eleitor iniciou-se no Brasil em 2008 e, no Paraná, em 2009, no município de Balsa Nova. Curitiba foi a segunda cidade do estado a implantar a biometria, com quase um milhão e trezentos mil eleitores recadastrados entre 2011 e 2012.

Dentre outras vantagens, como o aumento da segurança no processo de identificação do eleitor, a biometria auxilia na detecção de duplicidade no cadastro eleitoral. Neste contexto, mais que um compromisso institucional, este expressivo número alcançado revela o comprometimento e competência de todos os servidores envolvidos, em especial, aos lotados nas 206 Zonas Eleitorais do estado.

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.