Jesus desistiria?

Diego Krüger
Jornalista

Dá vontade de largar tudo e sair correndo. Deixar de responder o whats, não olhar mais os emails, ignorar as chamadas. Simples assim. Dá vontade de ligar o piloto automático, torcer para que a semana, o mês, o ano, tudo, acabe logo. Isso que o ano mal começou. O ciclo do cansaço que levamos nas costas nunca parou. Uma mente cansada não rende, por mais que se durma, tire o dia de folga, saia mais cedo do trabalho. Nunca para esse cansaço que carregamos desde o dia que nascemos. Nunca para esse ciclo da irritação, do desdém, da vontade de desistir de tudo. E por que isso acontece?

Você vive dessa maneira? Você também arrasta seus passos até algum dia, quando talvez daí você possa ser feliz, alcançar o tão sonhado descanso? Sinto te informar, mas isso não acontecerá. A Palavra nos fala sobre isso lá em João 16:33. “Eu disse essas coisas para que em mim vocês tenham paz. Neste mundo vocês terão aflições; contudo, tenham ânimo! Eu venci o mundo”. Isso já nos revela uma grande parte de nossas dúvidas: esqueça a paz que você tanto busca fora. A paz só poderá ser achada dentro, desde que você esteja em equilíbrio. Não é aqui que você achar a uma fórmula pronta. Mas posso te dar uma dica certeira: leia e estude a bíblia. Somente ela nos dá a direção. Uma prova disso está registrado em Romanos 12 quando Paulo fala o seguinte: “e não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que proveis qual é a boa, agradável e perfeita vontade de Deus”. De um lado temos Jesus falando em ter bom ânimo, e Paulo conclui, inspirado pelo Altíssimo, dizendo para “renovar a mente”! É sensacional, porque aí temos um roteiro perfeito contra o desânimo: não nos conformar e renovar. Toda essa sua angústia vem porque você está conformado com sua situação. E não pense que será fácil esse mover: crescer dói demais. Dói tanto que é mais fácil mesmo se acomodar e não querer mais nada, entrar no “deixa a vida me levar”. Você morre tendo uma vida tão vazia que desonra aquilo que nos foi dado de mais sagrado: a possibilidade de sermos cada dia melhor e mais produtivo.

Quem se conforma não passa de um pobre espiritual. E pobreza nunca teve, biblicamente falando, relação com dinheiro. Se pegarmos a origem da palavra e o contexto onde ela é usada nas passagens bíblicas, ela remete a quem não se “mexe”, a quem “se conforma” ou àqueles que pouco fazem com o talento que lhe foi confiado. Há também passagens onde pobreza e humildade se equivalem, como no Sermão da Montanha. Seja como for, ao escrever “não vos conformeis com este mundo”, Paulo usa o verbo grego syschêmatizomai, “conformar-se”, que vem do substantivo schêma, “forma”. Isso quer dizer que quando Paulo fala “não vos conformeis” ele literalmente está advertindo aos crentes a não serem moldados na forma desde mundo; a não se acomodarem ao esquema mundano.

Aí você acorda, conformado em ser infeliz, isso quer dizer, na forma a qual mo mundo te molda, e espera que do nada tudo aconteça? Tenha dó. Tome vergonha na cara e faça o que é possível, porque o que é impossível, isso Deus fará! Você acha que Jesus desistiria de tudo?

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.