Interconexão via Itaipu deve fomentar cadeia de TIC binacional

A relação entre o Brasil e o Paraguai, por meio do fluxo de tráfego de internet, em conexão direta, deve ser efetivada em um período aproximado de seis meses, conforme o gerente de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), do Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), Carlos Araújo. Para tanto é necessária a ligação da margem direita da Itaipu (Paraguai), com o Centro de Processamento de Dados (CPD), de Itaipu, que já está conectado ao Data Center do PTI

De acordo com Carlos Araújo, a conexão do CPD com o PTI e com a margem esquerda (Brasil), já está feito. O prazo de entrega da interconexão é de aproximadamente seis meses. O painel compreende a ligação da margem direita aos Pontos de Troca de Tráfego (PTT), e a partir disso possibilitar o fluxo de internet até São Paulo.

O novo complexo vai interligar o Leste do Paraguai e com isso, garantir que as empresas possam trabalhar melhor, diminuir os custos e, consequentemente terem maior expressão relacionada aos serviços que prestam, na avaliação do presidente da Associação da Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação do Oeste do Paraná, Iguassu-IT, Roberto Carpes.

Desenvolvimento regional

Araújo ressalta que, o importante para o PTI é o desenvolvimento regional, tanto no Paraguai quanto no Brasil. Diretamente ligado à internet, as modificações possibilitarão aumentar a qualidade e a velocidade.

Armazenamento

Em um futuro próximo, o Oeste do Paraná deve ser beneficiado com a ampliação do Data Center do Parque Tecnológico de Itaipu, quando será possível colocar à disposição o armazenamento e o processamento de dados no PTI, conforme o gerente de TIC, Carlos Araújo.

São aproximadamente R$ 4 milhões para disponibilização de nuvem pública/privada, com redundância de gravação automática, potencializando o crescimento em armazenamento, desenvolvimento de aplicações e serviços em TIC na região Oeste do Paraná.

(Assessoria)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.