Governo anuncia venda de debêntures da Vale

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O governo vai vender debêntures da Vale, avaliadas em R$ 2,5 bilhões. Decreto publicado no Diário Oficial da União de hoje (4) incluiu mais de 141,7 milhões de debêntures da empresa no Programa Nacional de Desestatização.

A sugestão de venda dos papéis foi aprovada pelo conselho do Programa de Parcerias e Investimentos (PPI), em maio, e precisava ser confirmada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

No mês passado, o conselho do PPI definiu a inclusão 59 novos projetos na lista de empreendimentos a serem concedidos à iniciativa privada nos próximos anos. Foram autorizadas concessão de rodovias, ferrovias, portos, hidrovias, aeroportos, linhas de transmissão, reservas de petróleo e gás. O conselho também submeteu à aprovação do presidente da República, Jair Bolsonaro, a inclusão da participação acionária minoritária detida pela União no capital social do IRB-Brasil Resseguros. A carteira de ações da União no IRB, com base na cotação de fechamento de 29 de abril, tem um valor de mercado de aproximado de R$ 3,5 bilhões.

A expectativa do governo é que, nos próximos 10 anos, sejam arrecadados até R$ 1,57 trilhão.

O decreto publicado hoje designa o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) como responsável pela execução e pelo acompanhamento da venda das debêntures da Vale.

As debêntures são títulos de crédito privado, usadas pelas empresas para financiar seus projetos.

(Agência Brasil)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.