Firmino marca, e Liverpool vence o Mundial de Clubes diante do Flamengo

Em jogo muito equilibrado no Catar, brasileiro marca na prorrogação e dá título inédito para o time inglês

Firmino marcou o gol do título do Liverpool no Mundial de Clubes 2019  (Fotos: FIFA/Getty Images)

As definições de “jogaço” foram atualizadas! Neste sábado (21), Liverpool e Flamengo reeditaram a grande final do Mundial de Clubes de 1981 e protagonizaram uma partida de muita qualidade técnica no Estádio Internacional Khalifa em Doha, no Catar. Após os 90 minutos de tempo normal, os times levaram a grande decisão para a prorrogação, onde os Reds levaram a melhor. O brasileiro Roberto Firmino balançou as redes rubro-negras e, com a vitória por 1 a 0, garantiu o título inédito do time inglês na competição.

O jogo

Apesar de o Liverpool começar assustando com Firmino logo no primeiro minuto de bola rolando, a etapa inicial da grande final foi de grande volume de jogo do Flamengo. O time brasileiro foi fiel ao seu estilo de jogar e executou muito bem a estratégia treinada. Bruno Henrique e Gabriel ficaram bem abertos e seguraram os laterais dos Reds. Com maior posse de bola, o Rubro-Negro foi o protagonista com total domínio das ações, marcando pressão, bom toque de bola e boas inversões, mas faltou acertar o passe final. Por isso, Alisson não trabalhou.

Na volta do intervalo, o time inglês novamente levou perigo com Firmino logo no início, quando o brasileiro recebeu passe de Henderson dentro da área, cortou Rodrigo Caio e chutou de esquerda, acertando a trave rubro-negra. Os Reds voltaram melhor para a segunda etapa e martelaram a defesa do Flamengo. No entanto, o time carioca seguiu com boa atuação e obrigou Alisson a fazer a primeira defesa em todo o jogo. Aos oito minutos, Everton Ribeiro deixou a bola para Gabigol, que girou em cima da marcação e finalizou de direita, vendo o goleiro brazuca espalmar pela linha de fundo. O jogo seguiu lá e cá, mas o Flamengo quase marcou aos 24, com Gabigol, de bicicleta. Após cruzamento de Bruno Henrique, o camisa 9 finalizou e parou em Alisson. Diego Alves também foi acionado. Após segurar com firmeza chute de Alexander-Arnold, o defensor salvou o Flamengo aos 40, quando Salah tocou para Henderson, que bateu forte e colocado e viu o goleiro buscar a bola quase no ângulo.

Definição na prorrogação

Apesar do cansaço explícito nos dois times, o primeiro tempo da prorrogação seguiu com boas jogadas para os dois lados. O Flamengo chegou perto com Vitinho, aos cinco minutos, que viu Van Dijk fazer o corte. E o Liverpool levou a melhor aos oito, após Mané receber lançamento de Henderson e tocar para Firmino tirar de Rodrigo Caio e Diego Alves e balançar as redes no Catar: 1 a 0. Na etapa final, o Rubro-Negro ainda chegou perto com Gabigol e Lincoln, mas o placar seguiu favorável aos Reds até o apito final.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.