FC Cascavel dá sequencia ao projeto Série A

Investimentos do FCC têm como foco chegar a elite do futebol brasileiro (Divulgação)

A reformulação do FCC (Futebol Clube Cascavel) vai muito além dos gramados. Com uma diretoria forte e organizada, o clube investiu em profissionais renomados para participar do projeto de engrandecimento da equipe. Em dez anos, a meta é estar na série A do Campeonato Brasileiro.

Um deles é Gustavo Caiche, gerente do departamento de futebol do FCC. Em 20 anos como jogador profissional, Gustavo tem uma carreira muito vitoriosa no esporte. Campeão por diversos times, com títulos como Brasileiro, Paulista, Pernambucano e outros, o ex-zagueiro atuou pelo Atlético-PR, Corinthians, Palmeiras, Al-Shamal e outros grandes clubes.
Após parar de jogar, ele se formou na Universidade do Futebol, no curso de gestão de futebol. “Estamos aqui para captar e formar atletas. Estamos nos organizando para revelar jogadores”, disse Gustavo, que já trabalhou no G3 FutSports e no Al Shabab.
Outra peça importante do FCC é Rodrigo Cabral, treinador do Sub-23. Com 35 anos, o ex-volante assumiu a equipe em maio deste ano. A sua carreira conta com passagens por diversos times, como Atlético-PR; Santos; Portuguesa de Desportos; Bahia; Sport; Guarani; Santa Cruz; Londrina; Avaí e Neftchi, do Azerbaijão.
Há três anos ele atua como treinador e já comandou o FootSports e o São Joseense, ambos do Paraná. Entre os seus mentores estão os renomados Dorival Jr, Abel Braga e Vadão.
 “Os jogadores têm potencial e a equipe é bastante esforçada. Nossa equipe quer vencer e nada vai tirar nosso foco. Meu objetivo é conquistar o título do campeonato Sub-23 para ter acesso a série D de 2018”, comenta.
Junto com eles, há uma inteira comissão técnica que trabalha sério para preparar a meninada para brilhar nos gramados do mundo.
Além da gestão do futebol, é preciso colocar tudo para funcionar. O responsável por isso é Sebastião Marques, diretor de futebol. Das reformas ao transporte, da alimentação a tudo que é necessário para um clube, está sob o comando de Sebastião. “Trabalhamos dia e noite para reestruturação e crescimento do time, sempre pensando no nosso objetivo principal, que é a série A”, comenta.
Para que todo esse esforço torne-se realidade, ele pede o apoio da torcida. “O FCC surgiu como equipe privada, mas isso mudou. Agora ele é nosso, precisa ser abraçado e acolhido por Cascavel. Precisamos desse apoio para conseguir seguir o modelo da Chapecoense, que deu certo”.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.