Exército libanês bombardeia jihadistas que tentavam entrar no país

O Exército do Líbano bombardeou neste sábado (22) um grupo de jihadistas que tentava entrar em uma área da região de Arsal, no nordeste e na fronteira com a Síria, onde foi anunciada uma ofensiva pelo grupo xiita Hezbollah, apoiado pelo governo sírio. Ontem (21), o exército libanês bombardeou em duas ocasiões áreas da região de Arsal. As informações são da agência EFE.

A emissora de televisão Al Manar, porta-voz do grupo xiita, afirmou que os militares continuam bombardeando de forma intensa as posições jihadistas em Arsal e que vêm ganhando terreno. Além disso, divulgam vídeos, feitos por meio de drones, dos locais que recuperaram.

Meios de comunicação locais asseguraram que o avanço do Hezbollah está acompanhado por bombardeios da aviação síria do outro lado da fronteira.

Apoiado pelo governo sírio, o Hezbollah anunciou ontem o começo de uma ofensiva para “libertar” as montanhas de Arsal, no lado libanês da fronteira, e os montes de Al Qalamun, na parte síria, da presença de “terroristas”. Nessa área opera a Frente da Conquista do Levante (ex-filial síria da Al Qaeda) e o grupo jihadista Estado Islâmico (EI).

(Da agência EFE)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.