Ex-participante de reality show é condenado a 12 anos de prisão por estupro de vulnerável

A Vara de Infrações Penais contra Crianças, Adolescentes e Idosos do Foro Central da Comarca da Região Metropolitana de Curitiba condenou Laércio de Moura, um ex-participante do reality show Big Brother Brasi,l 2016 a 12 anos de reclusão pelos crimes de estupro de vulnerável e armazenamento de material (foto ou vídeo) contendo cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. A decisão é do final de agosto deste ano.

O homem está preso desde maio de 2016, após acusação de estupro de vulnerável e de fornecimento de bebidas alcoólicas para uma adolescente de 13 anos. Ele era investigado pelo MPPR desde fevereiro do mesmo ano, quando a Promotoria de Justiça recebeu um pedido de providências a respeito da conduta do ex-BBB.

Na solicitação, o denunciante alegava ter conhecimento do envolvimento do ex-BBB com adolescentes e descrevia a conduta do indiciado em relação a esse tipo de prática.

Em junho de 2016, ele foi denunciado pelo MPPR por estupro de vulnerável, armazenamento de conteúdo de pornografia infantil e tráfico de drogas, sendo condenado pelos dois primeiros crimes, mas absolvido do último.

(Assessoria MPPR)

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.