Eu sigo caminhando…

Eu sigo caminhando…

Caminho numa estrada deserta

Ainda não sei onde vou chegar.

As belezas são tantas,

Vejo paisagens encantadoras,

Mas não consigo admirá-las

Paro e contemplo o sol que desponta.

Não vejo maravilha alguma no amanhecer.

 

Eu sigo caminhando…

Olho os montes, horizontes, paisagens naturais.

Vejo rios, cascatas e o verde das matas.

Os pássaros cantam,

Mas tudo é tão triste.

O arco-íris multicolorido

Já não me encanta mais.

O caminho é deserto,

Mas eu preciso chegar.

Lá serei compreendido.

 

Eu sigo caminhando…

Quanto tempo resta não sei,

Pois não conheço o caminho.

Só sei que não é perto,

O caminho é difícil,

Mas eu quero chegar.

Lá irei me encontrar…

E viver a vida que sempre quis.

 

Eu sigo caminhando…

Sinto que está perto.

Caminho em busca de algo

Que aqui nunca encontrei.

No caminho colho flores

E as jogo ao rio

Vejo o bater das asas das borboletas

E sigo caminhando.

 

Caminhando pra onde?

 

(Luiz Carlos da Cruz – 21 de janeiro de 1994)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.