Empresa investigada por fraudar licitações para fornecimento de merenda em Londrina deverá pagar indenização de R$ 4 milhões ao Município

No Norte-Central do estado, empresa privada do ramo da alimentação, investigada por participar de fraudes em processos licitatórios promovidos pela administração pública, deverá pagar a quantia de R$ 4 milhões ao Município de Londrina. O valor corresponde a indenização e multa em decorrência de ilegalidades cometidas no âmbito de concorrência para a contratação de empresas para o fornecimento de alimentos destinados à merenda escolar.

A decisão consta em acórdão publicado pela 4ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Paraná, que homologou termo de ajustamento de conduta firmado entre a empresa e o Ministério Público do Paraná, no âmbito de investigação sobre os fatos. De acordo com a apuração, a empresa estaria envolvida na prática de formação de cartel, aliando-se a outras para burlar as regras da licitação, fixando preços previamente definidos e adotando práticas ilícitas com a finalidade de frustrar o certame.

Com a homologação do termo de ajustamento, assinado pela 26ª Promotoria de Justiça de Londrina e pelo Grupo Especializado na Proteção do Patrimônio Público e no Combate à Improbidade Administrativa de Londrina, fica extinta ação civil pública por ato de improbidade administrativa ajuizada pelo MPPR contra a empresa.

Além do pagamento de multa, a empresa deverá manter programa de compliance (políticas empresariais de prevenção e combate a atos de corrupção), bem como fornecer, a título de doação, equipamentos ao Observatório de Gestão Pública de Londrina, no montante de R$ 37,8 mil. A finalidade é fortalecer a fiscalização de agentes e instituições públicas.

O valor será depositado em conta exclusiva do Município de Londrina e será destinado a projetos da educação municipal.

(Autos: 0015516-78.2019.8.16.0000)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.