Guarapuava: ‘Ele pediu ajuda, mas portas e janelas estavam com cadeados’, dizem familiares

De acordo com o relato dos familiares, Luis Felipe de 13 anos, ficava sozinho com frequência.

“Amigos da família de Luis Felipe lamentam a morte precoce do menino. “Ele era feliz” (Foto: Reprodução/Facebook)

O menino que morreu no início da madrugada desta sexta (2), após um incêndio na rua Visconde de Taunay, no bairro Industrial, é Luis Felipe Fernandes de Oliveira, de 13 anos. O corpo ainda está no Instituto Médico Legal (IML) de Guarapuava onde aguarda o reconhecimento, que será feito pelo pai do garoto.

Pessoas próximas à família informaram, entretanto, ao Portal RSN que os vizinhos escutaram gritos de Luis Felipe e tentaram ajudar. “Os vizinhos escutaram ele gritando, mas quando chegaram próximos à casa, perceberam que as portas e janelas estavam cadeadas”.

Além disso, um amigo da família afirmou que a mãe do garoto o deixava sozinho com frequência.

”ELE ERA SORRIDENTE E EDUCADO”

O corpo de Luis Felipe foi encontrado no banheiro da casa. “Acreditamos que ele quis se esconder esperando que o fogo não chegasse até o banheiro, mas acabou queimando tudo”.  Além disso, os familiares disseram que Luis era um menino feliz. “Ele era um menino sorridente, muito educado estava sempre conosco é uma enorme perda. No momento em que os Bombeiros combatiam o fogo, a mãe dele, que não teve o nome divulgado pela polícia, chegou ao local. Ela foi levada para a 14ª SDP, já que segundo a PM, a mulher abandonou o adolescente sozinho na residência e saiu para consumir bebidas alcoólicas.

Os dois moravam em uma edícula nos fundos do terreno Na residência da frente já teria ocorrido um incêndio. As causas do incêndio ainda estão sendo apuradas. Ainda não foi definido onde o corpo de Luis Felipe vai ser velado e sepultado.

(RSN: Rede Sul de Notícias)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.