Edgar Bueno chama Pacheco de oportunista e sem caráter

Ex-prefeito Edgar Bueno (Rerpdução/Facebook)

A briga interna no PDT cascavelense desde que o deputado estadual Márcio Pacheco entrou no partido ganhou ares de confronto com o ex-prefeito Edgar Bueno que não mediu palavras para criticar o parlamentar.

Em uma rede social, Edgar postou uma nota de um jornal que traz uma frase atribuída a Pacheco na qual ele afirma que para o ex-prefeito, que estaria licenciado do partido, retornar à legenda deverá comunicar por escrito. “A comunicação será indeferida por mim”, teria dito o parlamentar que assumiu o comando da legenda com as bençãos do diretório estadual e nacional.

Edgar contesta, diz que esteve licenciado do partido por um ano e retornou no dia 7 de novembro do ano passado. Para comprovar, ele mostrou um documento assinado pelo presidente do PDT, Cláudio Bodansese e lembrou que é filiado desde 1995.

Documento que comprova retorno de Edgar ao PDT após licença

“Quem vai dizer se o Pacheco pode indeferir ditatorialmente o meu ofício é a Justiça. Aliás, ao afirmar que irá indeferir o meu retorno ao PDT, Pacheco mostra sua verdadeira falta de caráter e perfil autoritário, muito diferente da imagem que ele mentirosamente tenta passar à sociedade”, escreveu Edgar.
Segundo o ex-prefeito, Pacheco entrou no PDT de maneira oportunista e pela porta dos fundos.
“Sua entrada no PDT significou um custo a mais para a Assembleia de R$ 106.000,00 por mês como verba de bancada, que será dividida por 3 parlamentares. Este acordo ou negociata não seria permitido por Brizola”, numa referência ao título da nota publicada pelo jornal.

O deputado Marcio Pacheco afirmou que não irá comentar as declarações de Edgar.

“Não vale a pena. O ódio e a maldade que ele exala em suas palavras só fazem mal a ele próprio. E as mentiras, todas, que ele profere logo se esfacelam. Porque, como nós sabemos, a mentira jamais prosperará; só a verdade permanece”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.