Dores nos pés? Saiba como identificar e tratar esse problema!

Estamos em constante movimento, sempre nos deslocando pra lá e pra cá. O caminhar faz parte da nossa rotina e deveria ser realizado como outra função qualquer sem nenhum empecilho que atrapalhe o dia a dia. Quando as dores aparecem, seja em uma caminhada ou até mesmo em uma corrida é preciso tomar cuidado, porque problemas a curto prazo tendem a aumentar gradativamente.

A boa notícia é que esses desconfortos podem ser tratados facilmente com a ajuda da tecnologia. Cascavel é a primeira cidade do Paraná a receber o baropodômetro dinâmico, o sistema mais avançado em avaliação do pé. Por meio de sensores ele avalia onde exatamente estão sendo executadas as descargas na hora da caminhada ou da corrida. O software faz a leitura dessas descargas e as projeta em gráficos simultaneamente na tela do computador.

“Há dois baropodômetros: o estático e o dinâmico. A diferença entre os dois é que no estático eu consigo fazer a avaliação do pé do paciente parado e também em apenas um ciclo da marcha. No dinâmico conseguimos fazer a avaliação enquanto ele caminha ou até quando está correndo em uma esteira”, comenta o fisioterapeuta Dr. Fernando Cazetta Jeronimo, da Clínica Unifisio, que acaba de receber essa novidade exclusiva.

Esse novo sistema possibilita que o profissional observe em estatísticas onde milimetricamente são executados os pontos de pressão que o paciente deixa ao caminhar ou ao correr. A diferença é que o paciente não irá apenas relatar onde sente as dores, com o equipamento em movimento ele pode realizar o exercício até a dor aparecer. “As pessoas chegavam até a clínica reclamando de dor, porém o paciente dizia que não tinha dor enquanto estava parado, tinha dor quando corria, então hoje, temos essa vantagem porque conseguimos visualizar de onde vem essa queixa”, destaca o fisioterapeuta.

O equipamento possui sensores que são colocados dentro do tênis do paciente, a frequência é captada e o fisioterapeuta faz a avaliação para poder solucionar o problema. “Em cima desses dados vamos observar quais são as alterações para poder corrigir com uma palmilha”, revela o fisioterapeuta.

Seja caminhando no dia a dia ou até mesmo na prática de algum esporte, a atenção à postura e ao corpo deve ser constante, o pé absorve toda a sustentação e o impacto do corpo, e quando se está em movimento essa força aumenta. “Essa avaliação também serve para diagnosticar outros problemas que têm início no pé, como problemas no joelho e na perna”, finaliza Dr. Fernando.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.