Consumo de energia no Paraná cresce 5% no primeiro trimestre

O consumo de energia elétrica aumentou 5,1% no Paraná no primeiro trimestre de 2019, em comparação com o mesmo período do ano passado. O índice considera o chamado mercado fio da Copel, que inclui todos os consumidores da sua área de concessão, entre usuários cativos, consumidores livres, concessionárias e permissionárias.

O resultado foi divulgado nesta quarta-feira (15), no balanço financeiro da Companhia referente ao primeiro trimestre do ano.

No total, foram consumidos 7,9 mil Gigawatts-hora (GWh) de energia no trimestre, frente a 7,5 mil GWh no mesmo período de 2018. O consumo do segmento de consumidores livres – que compraram energia da Copel Geração ou da Copel Comercialização – apresentou crescimento de 5,8%. Composto principalmente por indústrias, o aumento registrado no mercado livre se deu em função do crescimento da produção industrial no Paraná, que cresceu na casa dos 10% nos últimos meses.

“Os resultados financeiros da Copel mostram que a lição de casa está sendo bem feita e que o ritmo da atividade econômica do Paraná está crescendo. Estamos preparados para acompanhar a demanda de energia crescente com plano de investimentos robustos e gestão financeira enxuta”, disse o presidente da Copel, Daniel Pimentel Slaviero. “Nossa meta é garantir cada vez mais energia de qualidade”, acrescentou.

INVESTIMENTOS – O balanço da Companhia apresentou uma série de resultados robustos, que além de refletir o trabalho que está sendo desempenhado vai possibilitar que o investimento previsto para 2019 seja feito com ainda mais segurança.

O EBITDA da Copel – cálculo que permite verificar a quantidade de recursos que a companhia gerou considerando apenas as atividades de sua operação – apresentou alta de 39,3% nos três primeiros meses do ano na comparação com o mesmo período de 2018, com um total de R$ 1,1 bilhão. Já o lucro líquido foi de R$ 506 milhões.

Em 2019, a Copel vai investir quase R$ 2 bilhões. Deste total, 18% já foram aplicados no primeiro trimestre – R$ 360 milhões já foram alocados no reforço, expansão, modernização e melhoria dos seus sistemas da geração, transmissão e distribuição de energia entre janeiro e março deste ano. A maior parte deste montante foi para a área de distribuição – R$ 206 milhões –, segmento que em 2019 conta com o maior investimento da história: R$ 836 milhões.

Em março a Copel inaugurou a subestação de energia Bituruna, no Centro-Sul do Estado. A nova unidade é resultado de investimentos de R$ 40 milhões e beneficia diretamente 60 mil pessoas dos municípios de Bituruna e Cruz Machado e, no futuro, parte de Porto Vitória e Pinhão.

A previsão para este ano é que mais sete subestações e cerca de 370 quilômetros de linhas de distribuição de alta tensão entrem em operação.

(AENotícias)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.