Comunidade de Gramadinho tem autorizados 6,8 km de calçamento poliédrico

Ação do início da noite segunda-feira integrou as atividades comemorativas ao aniversário de Cascavel

A comunidade de Gramadinho, no Distrito de Diamante, acaba de ser autorizado a iniciar a obra de implantação de um trecho de seis quilômetros do calendário poliédrico. O ato que oficializou uma ordem de serviço com uma empresa Pontes e Silvestres Terraplanagem e Construções Ltda – ME foi construído na noite de segunda-feira (5) no município da comunidade, como parte das ações comemorativas ao aniversário de 67 anos de Cascavel, e segundo o prefeito Leonaldo Paranhos, “trata-se de uma grande conquista com relação ao fruto, fruto de uma grande parceria com a Itaipu Binacional, que é nosso pote de ouro”, reforçou Paranhos, num alusão aos recentes convênios liberados, “mas é preciso ter bons projetos, qualidade e responsabilidade, pois ela é extremamente rigorosa “.

O diretor DELES soma R $ 26.619.297,10, Sendo R $ 14.038.358,98 da Itaipu e Uma contrapartida de R $ 12.580.938,12 do Município, Por Meio do Possível Será qua adequar 948,087 m de Estradas Rurais (cerca de 135,4 km); cascalhar 365.574 de estradas rurais (60,9 km) e pavimentadas com 593,556m de estradas rurais (98,93 km) de trechos em todos os distritos.

“Desses quase 100 quilômetros, 10% não são Gramadinho”, com indicação de Agricultura, Ney Haveroth, pagamento de investimento em estradas e investimento num conjunto de ações, como interior e ambiental, pois as consequências de erosão, e também econômicas, pois as melhores condições de escoamento da produção.

Em Gramadinho, os 6.837 metros de estrada são os primeiros a receber o calçamento com pedra irregular. Como “peça” imediatamente, com o prazo de até 420 dias para ser concluído. Por este motivo, uma empresa recebeu R $ 1.410.131,25, de acordo com o valor da licitação realizada pelo meio do convênio com uma Itaipu Binacional pelo projeto Ações de Manejo Conservacionistas de Água e de Solo.

Comunidade é melhor fiscal da obra

A forma de contratação e implantação das pesquisas foi realizada pela comunidade na semana passada. A gestora de Bacia Hidrográfica da Itaipu Divisão Odra, Rosana Paitch, acompanha uma saída do projeto em todas as fases e h í cidade com os moradores e com uma administração municipal esta nova fase. “Vejo como uma grande conquista da comunidade, que é na verdade uma melhor fiscalização do que está ocorrendo. É uma obra que traz um grande benefício a todos”.

Para Roberto Cruz, presidente da Associação de Moradores da Comunidade de Gramadinho, “a obra atende uma vez a antiga dos moradores e trará um grande prazer também para o transporte escolar, eliminando muitos problemas de deslocamento nas jornadas de chuva”.

Os líderes foram Alécio Espirito e Josué de Souza, da comissão de medicina na Câmara, uma vez que não estão aqui para celebrar apenas este trecho, mas Um investimento de mais de R $ 8 milhões em máquinas, caminhões e equipamentos recém-adquiridos e que trará muito destaque ao interior “.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.