Cida Borghetti assegura uma transição transparente e harmônica

Governadora Cida Borghetti durante reunião do secretariado (Foto: José Fernando Ogura)

A governadora Cida Borghetti anunciou que é uma decisão para o processo de transição do Governo do Paraná. Ela ressalta que a medida organiza as atividades e as atividades em total Transparência nas informações. “O processo de formação transparente e harmônico”, afirmou Cida em reunião com uma equipe de governo, nesta terça-feira (16), no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

O documento está sendo elaborado pela Casa Civil e segue o modelo utilizado pelo Governo Federal. Até agora, como transições foram organizadas de acordo com cada governador. “A equipe de nosso governo será totalmente colaboradora”, assegurou uma governadora, que agradeceu o empenho de toda a equipe e pediu agilidade na realização de projetos ainda em andamento.

O início da sessão de transição está marcado para o dia 3 de dezembro e vai para o governo das secretarias de Estado e do governo. “Esta comissão será o canal oficial de troca de informações do governo”, informou Cida Borghetti.

CALENDÁRIO DE OBRAS E AÇÕES  – Na reunião também foi sugerido um calendário de obras e ações que são entregues ainda neste ano. No início e no fim das contas até o dia 31 de dezembro, para avançar no estado. Já garantiu o próximo próximo ano a R $ 2 bilhões a mais para as áreas de saúde, segurança e educação ”, declarou Cida.

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Silvio Barros, ressaltou a necessidade de manter o ritmo de trabalho até final do ano. “O Paraná não pode parar, a velocidade de suas ações tem sido muito alta e vai continuar no mesmo ritmo de trabalho. Tem metas a cumprir ”, disse.

Durante a reunião, os secretários de Estado e de governo de empresas e outros órgãos de poder receberam uma tarefa de gerar relatórios sobre os projetos que estão sob a responsabilidade de cada área da administração pública. “O que está acontecendo é a falta e a organização das informações sobre a situação dos processos no próximo governo”, afirmou Barros.

CONSENSO – “Vamos separar o  governo da nação”, disse Dilceu Sperafico. Ele destacou a abertura do diálogo para que as medidas legislativas sejam atendidas e promovidas.

As propostas de governo já são submetidas a uma lei de deputados estaduais são um plano de parcelamento de débitos tributários e outra que assegura a manutenção dos benefícios fiscais. de dezembro.

(Agência Estadual de Notícias)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.