Cartilha de segurança rural ajuda produtores a evitar crimes

Informativo, distribuído pelo Sindicato Rural de Cascavel, ensina produtores a tomar medidas preventivas e a como agir em eventuais problemas

A Polícia Militar do Paraná, com o apoio do Sistema Faep (Federação da Agricultura do Estado do Paraná) e do Senar-PR (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), elaborou uma cartilha sobre segurança rural que traz dicas de combate ao crime no campo. O material é fruto de estudos realizados pela PM, com base em dados da corporação, além de relatos de moradores, produtores e sindicatos rurais. Depois de visitas para analisar algumas propriedades vítimas de furtos, roubos e outros ilícitos, o material foi desenvolvido. O Sindicato Rural de Cascavel está distribuindo o informativo aos produtores rurais.

A cartilha mostra, de forma didática, como algumas mudanças relativamente simples podem reduzir os índices de violência. A Polícia Militar orienta desde sugestões para adequações estruturais até aspectos de comportamento. “Criando-se uma cultura de prevenção, que seja baseada em medidas simples e sem custo na maioria dos casos, teremos níveis muito melhores de segurança e paz neste setor fundamental para a sociedade: o meio rural”, aponta o material.

Entre os principais pontos tratados está o da mudança na arquitetura da propriedade. Nesse ponto, como ensina o material, entra o aspecto da melhoria da visibilidade no local com a desobstrução da paisagem causada por elementos como cercas vivas, paredões verdes, muros muito altos e falta de iluminação. A manutenção constante das áreas comuns também auxilia a afugentar pessoas mal-intencionadas.

Cartilha traz orientações aos moradores do campo (Foto: Divulgação)

O material também enfatiza a importância de se desenvolver uma vizinhança solidária. É crucial conhecer e manter sempre contato com pessoas de confiança nas redondezas da propriedade. Em caso de alguma situação suspeita, a Polícia Militar e os vizinhos devem ser avisados de forma imediata. Uma rede de contatos, com telefones, grupo de Whatsapp ou similares, deve ser formada e usada com frequência para que se crie o hábito e se mantenha ativa essa rede.

O Sindicato Rural de Cascavel recebeu alguns exemplares e está distribuindo aos interessados em sua sede, na Rua Paraná, 3937. Quem tiver interesse, também é possível fazer o download do material neste link: http://sistemafaep.org.br/servico/cartilha-de-seguranca-rural/.

De acordo com o diretor do sindicato, Paulo Vallini, o documento é cheio de dicas interessantes e certamente irá ajudar a minimizar a grande onda de criminalidade no campo, que é mais vulnerável aos ataques dos ladrões. Propriedades rurais preparadas deixam de ser alvo de malfeitores.

O associado e produtor rural Armando Pertuzati já levou a sua cartilha para casa. “Achei bem bacana. Boa iluminação e câmeras de segurança podem assustar os bandidos. Precisamos agir, já que quase não há policiamento no campo”.

Confira alguns destaques da cartilha Segurança Rural

• Iluminação: visibilidade reduzida favorece o bandido;

• Casa: as residências precisam ter a melhor visibilidade da propriedade;

• Portão: reforçado, pintado com cores claras e com sinalização de propriedade particular;

• Dispositivos eletrônicos: câmeras e alarmes com manutenção sempre em dia;

• Rebanhos: não deixe animais próximos a estradas e/ou longe das sedes;

• Galpões: devem ser posicionados em locais visíveis da sede e sempre trancados;

• Animais de guarda: cães adestrados e até mesmo aves como gansos podem ser úteis para auxiliar na segurança;

• Em caso de assalto: jamais reaja e não tente enganar o assaltante.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.