Carioca coloca pulseira inviolável do Rock in Rio meses antes e bomba na internet. Assista

Pulseiras são invioláveis (Reprodução)

Três meses antes do Rock in Rio, a carioca Flávia Molina, de 31 anos, que comprou uma entrada para o evento pela internet, recebeu a sua pulseira de acesso ao festival, que acontece em setembro. Ansiosa, ela prendeu o acessório no pulso para ver como ficaria. Logo em seguida, a enfermeira leu um aviso enviado a sua casa junto com a entrada, alertando que a pulseira só deveria ser colocada no dia do show, já que é inviolável.

Bem-humorada, Flávia conta tudo sobre sua ‘trapalhada’ em um vídeo que vem circulando intensamente pelo Whatsapp. “Amigos, chegou meu ingresso do Rock in Rio. É uma pulseira, e eu coloquei logo. Ai eu leio assim: ‘só coloque a pulseira no dia do festival. Uma vez colocada, não tem como tirar’. E agora o que eu faço? Fico com ela até setembro?”, diz a enfermeira no vídeo.

“Na segunda-feira, eu recebi (o ingresso pelo correio) e fiquei tão empolgada na hora que comecei a cantar e coloquei a pulseira. Eu não achei que ela fosse o ingresso, achei que fosse um brinde, mas depois não consegui abrir e ia pedir que alguém me ajudasse”, contou Flávia ao GLOBO.

Mais tarde, compartilhou a trapalhada com os amigos, pelo WhatsApp. Um deles explanou no Facebook, e a risada contagiante da enfermeira viralizou.

A carioca disse que só percebeu depois que havia um aviso para que não fizesse isso, caso contrário a pulseira seria danificada ao ser retirada e não valeria mais para entrar na Cidade do Rock.

O Rock in Rio informou, por meio de nota, que vem comunicando que a pulseira possui um fecho inviolável tanto pelas redes sociais, quanto pelo site oficial “e em todas as formas de divulgação do festival que tratam a questão dos ingressos”.

O vídeo de Flávia viralizou na web depois que um de seus amigos compartilhou as imagens em uma rede social.

“Eu não imaginava que fosse ter tanta repercussão. Eu nem compartilhei nas redes, foi um amigo que colocou no Facebook”, explicou a enfermeira.

(As informações são do jornal O Globo)

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.