Caminhão hidrojateador dobra capacidade de limpeza em galerias

Novo equipamento entrou em operação hoje com a missão de agilizar os trabalhos da Secretaria de Obras, por meio do Cidade Limpa
Novidade na Prefeitura de Cascavel, o caminhão equipado com hidrojateamento para limpeza de galerias e desobstrução de bocas de lobo entrou em operação hoje (15) no Bairro Alegre, trazendo alívio para moradores e empresários da região que, contam, havia mais de 15 anos aguardavam o serviço no local. “Desde que construí minha empresa aqui, nunca passaram para limpar esta galeria. Nesta região alaga tudo quando chove, um tristeza. Agora com este equipamento que foi possível fazer o serviço que tanto solicitamos”, relatou o empresário Levino Luiz de Vargas, que mora na Rua Maranhão, onde os trabalhos foram iniciados, na esquina com a Érico Veríssimo.
O Alto Alegre é apenas um dos bairros beneficiados, como bem lembrou o prefeito Leonaldo Paranhos, que acompanhou o início dos serviços com o hidrojateador, adquirido com financiamento por meio do Paranacidade, ao custo de R$ 210 mil (caminhão trucado), mais R$ 490 mil (o hidrojato), totalizando R$ 700 mil de investimentos, que “irão agilizar o serviço de limpeza das cerca de 40 mil bocas de lobo que temos pela cidade, atendendo a um pedido antigo da nossa população, por meio do Programa Cidade Limpa”.
Segundo Paranhos, “a Prefeitura está dando um passo importante, mas a população também precisa fazer a parte dela, pois notamos que grande parte do material retirado das galerias é de lixo e de entulho jogados nas ruas”.
Agilidade
Com pouco mais de 20 minutos de trabalho o equipamento, que precisa de dois ou três trabalhadores para manuseá-lo, deixa a galeria completamente limpa, seguindo para a próxima. Segundo o vice-prefeito Jorge Lange, que também responde pela  Secretaria de Serviços e Obras Públicas, o novo equipamento agilizará em 50% os trabalhos da secretaria, que hoje atua com equipamentos separados. O novo hidrojateador já está acoplado num único caminhão, com a turbina de sucção – que retira a sujeira do bueiro, e um hidrojato de alta pressão que, na sequência, faz a limpeza da tubulação. “Vamos otimizar nossos trabalhos, atendendo a um anseio grande em toda a cidade”.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.