Audiência pública em Cascavel discute captação no Rio São José

Foto: Divulgação Sanepar

A nova captação de água no Rio São José, em Cascavel, foi tema de audiência pública nesta quinta-feira (13), na Câmara de Vereadores. O evento foi proposto pelas comissões de Direito do Consumidor e de Meio Ambiente da Câmara. Participaram o gerente-geral da Sanepar, Renato Mayer Bueno, vereadores, técnicos de saúde e meio ambiente e representantes dos agricultores da bacia do futuro manancial de abastecimento da cidade.

O gerente-geral apresentou a estrutura do abastecimento em Cascavel, a projeção de crescimento e os critérios de escolha do São José como manancial que vai suprir a demanda da cidade pelo menos até 2027. A nova captação produzirá cerca de 25 milhões de litros de água a mais por dia.

Bueno destacou que se as obras não forem concluídas há o risco de faltar água em Cascavel em pouco tempo. O gerente-geral respondeu questionamentos direcionados à Sanepar, de forma especial sobre as licenças e outorga para as obras, uso da água e para a retirada e recomposição da área florestal nos locais de intervenção.

Os investimentos somam R$ 72 milhões para a nova captação, a adutora, a ampliação da estação de tratamento de água e equipamentos para as unidades de produção e tratamento. As obras iniciaram no segundo semestre do ano passado e estão dentro do cronograma.

Representantes do Instituto Ambiental do Paraná (IAP) de Cascavel e Toledo, Marlise da Cruz e Robert Gordon Hicson, explicaram que a água é um bem de domínio federal e que sua utilização para abastecimento público se sobrepõe aos demais usos na área das bacias. Robert lembrou ainda que a Sanepar tem o pedido da outorga desse rio há mais de 20 anos, já prevendo o crescimento da cidade e a necessidade de ampliação do sistema.

Ao término dos trabalhos, o vereador Celso Dalmolin, que conduziu os trabalhos, apresentou os encaminhamentos definidos na audiência, entre eles a criação do Conselho dos Recursos Hídricos, o levantamento e a avaliação das nascentes do Rio São José, a implantação de um plano municipal para as bacias hidrográficas e um programa de orientação aos agricultores da bacia para os cuidados com a água.

(AENotícias)

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.