Modelo de plantio de ‘abacaxi na lona’ está em estudo como opção no Oeste do Paraná

Experimentos são conduzidos em três municípios da região e visam melhorar a produtividade 

Uma nova metodologia para o cultivo do abacaxi está em estudo na região Oeste do Paraná.
Os canteiros cobertos com lona, onde as mudas são plantadas. A expectativa é aumentar a
produtividade, diminuir perdas, e melhorar a qualidade. Os detalhes de diferentes
experimentos utilizando o plantio em lona devem ser publicados assim que concluídos os
estudos.

O projeto existe na região há aproximadamente quatro anos, em uma parceria da Cooperativa
de Trabalho e Assistência Técnica do Paraná (Biolabore), Instituto Agronômico do Paraná
(Iapar), atual Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), e produtores. Os estudos iniciaram na
propriedade de João Eudes de Souza, morador da Linha Água do Bananal, em Guaíra. Porém,
mais produtores aderiram ao novo modelo.
Estudo semelhante também é conduzido na estação experimental do Iapar-IDR, em Santa
Helena.

Resultados positivos

O plantio de abacaxi em lona, já conhecido em outros locais, agora, neste período de quatro
anos, também começou a ser desenvolvido em Guaíra, de forma experimental. Os resultados
positivos são visíveis, segundo a engenheira agrônoma da Biolabore, Wuldicleia Jacomo, e
atraíram mais gente.

Mais produtores

Atualmente são 10 produtores que aderiram ao novo modelo de cultivo, já em escala
comercial. Em 2020 aproximadamente 60 mil mudas foram plantadas em Guaíra. A
metodologia também já está sendo aplicada em Terra Roxa. Nos dois municípios o projeto tem
apoio das administrações municipais.
O trabalho, por intermédio da Biolabore, faz parte do Programa de Desenvolvimento Rural
Sustentável, da Itaipu Binacional.

(Assessoria)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.