Análise da rodada da Copa

Por  Rodrigo Poyer

A segunda rodada chegou ao fim e com ela obtivemos mais confirmações, mais decepções, emoções, discussões em torno de jogadores, seja para criticá-los ou celebrá-los.

E a melhor parte, que a maioria dos classificados às oitavas-de-final não se deu agora, ficou pra derradeira terceira rodada, ou seja, vem mais emoções por ai.

O grupo “A” conheceu seus dois classificados, Rússia e Uruguai venceram seus jogos e garantiram as duas vagas destinadas ao grupo. Egito, da sensação Mohamed Salah foi eliminado precocemente, com duas derrotas na conta.

Nesta segunda-feira, os classificados se enfrentem pela terceira rodada, apenas para ver quem passa em primeiro e em segundo, Rússia joga pelo empate, pois tem a vantagem do saldo de gols, Uruguai precisa da vitória por qualquer placar para passar em primeiro. Egito x Arábia sem enfrentam para cumprir tabela.

No grupo “B” existem 03 seleções com chances de passar de fase. Portugal x Irã se enfrentam com vantagem do empate pra Portugal. Irã só depende das próprias forças se vencer, se empatar, precisa torcer pro já eliminado Marrocos vencer a Espanha por dois gols de diferença. Os espanhóis se classificam com vitória simples, podem até empatar, mas nesse caso precisariam torcer para os iranianos não vencerem os portugueses.

No “C”, a França já garantiu vaga com a vitória sobre o Peru, que culminou com a eliminação precoce do selecionado sul-americano. Para garantir a primeira colocação no grupo, os “azuis” precisam apenas de um empate na ultima rodada contra a Dinamarca. Já os nórdicos estão em segundo, e pra garantir vaga sem precisar de resultados paralelos, um empate também já está de bom tamanho, já para passar em primeiro, só a vitória interessa. Ainda com chances, a Austrália precisa da vitória sobre o Peru, se ela vier por dois gols ou mais de diferença, uma derrota da Dinamarca pelo placar mínimo, será o suficiente, e caso a vitória vier apenas por um gol, é torcer para os dinamarqueses perderem por dois ou mais gols.

Lembrando que a Austrália só tem chances de passar em segundo, em primeiro, apenas França ou Dinamarca.
No “D” de decepção, a favorita Argentina tropeçou mais uma vez, e não foi qualquer tropeço, sofreram uma devastadora derrota contra a Croácia, que por sua vez garantiu vaga. A rodada só não terminou pior pro time de Messi, graças a belíssima vitória da Nigéria sobre a Islandia, que foi providencial para todas do grupo ainda estarem vivas. Na úiltima rodada, A Argentina precisa vencer quem deixou ela sobreviver, precisam vencer a Nigeria, e torcer pra Isandia não vencer a Croácia, caso as duas vençam, a vaga será decidida no saldo de gols.

Os nigerianos passam com um empate se a Islandia não vencer, caso haja vitória dos vikings, os africanos até podem empatar, mas ai será decidido no saldo, onde eles também levam vantagem. Os islandeses só tem chances de passar em segundo, precisam da vitória sobre a líder Croácia, e pela derrota da Nigeria, e nesse cenário, a derrota africana para os argentinos teria que ser de no mínimo um gol de diferença, se for de dois ou mais, voltamos a para a matemática do saldo de gols.

A Croácia passa em primeiro com um simples empate, caso perca seu jogo, teria que torcer pra Nigeria não vencer ou se vencer que não seja por uma boa diferença de gols.

No grupo do Brasil, o “E”, também 3 seleções brigam por duas vagas, apenas Costa Rica está eliminada, com duas derrotas os representantes da América Central disseram adeus ao mundial. A seleção brasileira enfrenta a Sérvia na próxima quarta-feira visando a vitória pra embalar, e tentar a primeira colocação, porém a classificação pode vir com um empate, sem precisar torcer por resultados paralelos, o empate daria a primeira colocação, caso a Suiça não vença a Costa Rica, o que é improvável. Os suíços, que estão em segundo, garantem vaga com o empate também, a vaga viria até com a derrota, caso o Brasil vença a Sérvia, que por sua vez precisa da vitória a qualquer custo, só ela traria a vaga para a seleção da região dos Balcãs, e caso isso aconteça e a Suiça não vença seu jogo, passariam em primeiro.

No grupo “F” que sairá o adversário do Brasil, os atuais campeões, fizeram um jogo cheio de emoções no confronto europeu contra a Suécia. Depois de estrearem perdendo pro México, a Alemanha sofreu, proporcionou emoção até o final à todos que assistiram ao jogo, certamente um dos melhores jogos da copa até aqui. A Suécia abriu o placar no primeiro tempo, resultado que eliminaria os alemães, após o intervalo, os campeões voltaram com um propósito só, e não demorou pra empatarem, e depois pressionaram até o fim mesmo com um jogador a menos, no fim, aos 49’, falta lateral, ao lado da linha da área, Tony Kroos com uma bela cobrança deu a vitória e o alívio ao time e a torcida. Os líderes do grupo, os mexicanos venceram mais uma, jogando bem mais uma vez, fizeram 2×1 na Coréia do Sul. Nenhuma seleção garantiu vaga ainda, tudo será decidido na terceira rodada. Mexico passa com um empate diante da Suécia, e garante também a primeira colocação, já os suecos com o empate, teriam que torcer pra uma improvável derrota da Alemanha pra Coréia. Caso haja a vitória da Suécia e também da Alemanha, as duas vagas, a primeira e a segunda colocação serão decididas no saldo de gols, e não é nada difícil de acontecer.
Grupo “G”, quase tudo definido. Grupo com o maior numero de gols feitos até aqui, já conhecemos as duas seleções classificadas, que se enfrentam na última apenas pra ver quem é que fica em primeiro e em segundo. Belgica e Inglaterra tem o mesmo numero de pontos (6), gol marcados (8) e gols sofridos (2), caso o empate insista em permitir ao fim do jogo decisivo, a colocação será decidida no número de cartões. Tunísia e Panamá, que teve seu primeiro gol marcado na historia das copas neste domingo, se enfrentam apenas para cumprir a tabela.

Último grupo, o “H” teve ao fim da rodada, talvez a maior decepção de uma cabeça de chave ou não, até aqui. A Polônia, uma das primeiras seleções a se classificarem para a Copa do Mundo, cabeça-de-chave do grupo e claro, favorita a uma das vagas, foi eliminada com duas derrotas em dois jogos, levaram seis gols e marcaram apenas um, na última rodada, vai penas cumprir tabela contra o Japão que está muito vivo após estar perdendo por duas vezes contra Senegal, e buscou o empate, as duas seleções estão liderando a chave, e se classificam dependendo apenas de si em caso de vitória. A Colombia que conseguiu a primeira vitória, mas que veio em grande estilo (3×0 na Polonia), também depende apenas de suas forças, vitória simples sobre Senegal colocam o time de Falcão García e James Rodriguez nas oitavas, em caso de empate, teria que torcer por derrota japonesa.

Na próxima quinta-feira, 28, conheceremos as 16 classificadas as oitavas-de-final, e apesar de quem classifique, as emoções, as surpresas e decepções não deixaram de existir, ainda bem.

Avatar

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.