3º LirAa deste ano apresenta 0% de infestação

A Secretaria de Saúde divulgou hoje (26) o resultado do terceiro LirAa deste ano. O Levantamento Rápido do Índice de Infestação para Aedes aegypti realizado entre os dias 17 e 20 de julho apresentou 0% de infestação. Conforme preconiza o Ministério da Saúde, o aceitável é até 1% de imóveis com a presença de larvas do mosquito Aedes aegypti.
De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde, Beatriz Tambosi, nesse período foram visitados e inspecionados 4.366 imóveis em nove estratos em Cascavel, abrangendo todas as localidades do Município, sendo que em nenhum dos imóveis inspecionados foi encontrada larva do mosquito. “Ressaltamos que apesar do índice de infestação ter ficado em zero, a participação da população no combate ao vetor continua sendo de extrema importância, uma vez que os cuidados devem ser mantidos, pois os ovos do mosquito resistem às baixas temperaturas por até aproximadamente um ano”, detalha Beatriz.
No ano passado, neste mesmo período, o terceiro LirAa apontou infestação de 0,2%, igualmente com baixo risco de epidemia.
Doenças relacionadas
Em relação aos casos de dengue em Cascavel, neste ano foram notificados 860 suspeitos. Desses, 41 são positivos autóctones e quatro positivos importados.
Quanto ao zika vírus foram notificados 156 suspeitos, com um caso positivo importado. Já em relação à febre chikungunya foram notificados 112 suspeitos, com um caso confirmado positivo importado.
Resultados de 2017
1º LirAa: 9 a 11 de janeiro – 1,7% de infestação, com médio risco de epidemia
2º LirAa: 10 a 12 de abril – 3,2%, considerado de Médio Risco
3º LirAa: 17 a 20 de julho – 0% de infestação, com baixo risco de epidemia
(SECOM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.