MP pede lockdown nas grandes cidades; Cascavel está na lista

Promotores de Saúde Pública do Paraná assinaram conjuntamente a ação, depois de classificar o momento como “gravíssimo”

O Ministério Público do Paraná (MP-PR), ajuizou uma ação pedindo à justiça que decrete lockdown nas principais cidades do estado do Paraná, como Curitiba, Londrina, Maringá e Cascavel, por conta do aumento dos casos de covid-19 nestes municípios. Os promotores de Saúde Pública do Paraná assinaram conjuntamente a ação, depois de classificar o momento como “gravíssimo”.

Os procuradores de justiça do MP em Londrina lideraram a iniciativa de pedido de lockdown nas principais cidades do Paraná. Além disso, registraram um pedido ao judiciário para anular o decreto do governador Ratinho Jr (PSD), que autoriza a reabertura de alguns setores não essenciais da economia.

O Governo do Paraná informou que ainda não foi notificado da ação e aguarda a manifestação do Poder Judiciário a respeito do assunto.

“Enquanto o discurso e orientação normativa não se atrelarem a medidas práticas garantidoras de distanciamento e de isolamento social, os índices de pacientes diagnosticados e de óbito somente irão aumentar”, diz trecho do documento.

Além disso, o MP requer a suspensão temporária de cirurgias eletivas em todas as regiões do estado, com exceção apenas para casos considerados como urgentes. Isso se deve ao desabastecimento de medicamentos utilizados no combate à covid-19.

A ação pede que, caso a justiça acate o pedido, seja estabelecida uma multa diária de R$ 10 mil se o governo descumprir o decreto. Valor que seria revertido à saúde.

Foto: Vinicius Gomes/TEM

(ARede)

 

Maria Bonatto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Próxima Notícia

O vereador Parra (MDB) está pedindo ao prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) que mantenha ativos os leitos criados para a covid-19 mesmo depois do final da pandemia. A solicitação consta da Indicação nº 405/2020, protocolada nesta segunda-feira (29), e sugere ao chefe do Executivo que busque junto ao Governo Estadual garantir os leitos criados no Hospital Universitário (HUOP) e mantenha também as vagas existentes no Hospital de Retaguarda Allan Brame Pinho. Em sua justificativa, o parlamentar alega que tais leitos poderiam ser utilizados para melhorar a qualidade de atendimento na saúde. Como exemplo, citou que “poderão ser utilizados para a recuperação de cirurgias eletivas, uma grande reclamação por parte dos munícipes”. Logo após ser lida em Plenário, a indicação será encaminhada ao prefeito. Assessoria de Imprensa/CMC

seg jun 29 , 2020
O vereador Parra (MDB) está pedindo ao prefeito Leonaldo Paranhos (PSC) que mantenha ativos os leitos criados para a covid-19 mesmo depois do final da pandemia. A solicitação consta da Indicação nº 405/2020, protocolada nesta segunda-feira (29), e sugere ao chefe do Executivo que busque junto ao Governo Estadual garantir […]