Fronteiras com países vizinhos terão restrições, diz Bolsonaro

Até agora, a única restrição foi feita na fronteira com a Venezuela

Os presidentes da República, Jair Bolsonaro e do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, fazem declaração à imprensa no Planalto

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje (18) que o governo deve editar uma nova portaria interministerial para restringir a circulação de pessoas na fronteira do Brasil com os demais países sul-americanos, por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Até agora, a única restrição foi feita na fronteira com a Venezuela, em Roraima.

“Venezuela é mais importante porque lá o pessoal está fugindo da fome, da miséria e também de uma ditadura instalada. E a gente tem pena, mas não podemos arriscar”, disse o presidente na entrada do Palácio do Alvorada, residência oficial. “Estamos ultimando, para a gente pegar os demais outros países, vamos fazer o possível para conter a entrada de pessoas”.

Segundo Bolsonaro, não é simples conter o fluxo de pessoas, já que as fronteiras entre os Brasil e os demais países facilita a circulação. “Uruguai e Paraguai são fronteiras secas, são várias cidades que quase não tem fronteira, é uma linha imaginária”, disse.

Mais cedo, o presidente reconheceu que a disseminação do novo coronavírus no Brasil preocupa o governo, mas pediu o empenho da população para seguir as orientações das autoridades e evitar o clima de pânico no país.

Luiz Carlos da Cruz

Jornalista desde 1998 com reportagens publicadas em grandes jornais do Brasil, como a Folha de S. Paulo e Gazeta do Povo. Teve passagens pelos jornais Gazeta do Paraná, O Paraná e Hoje, onde foi editor-chefe, além do portal CGN e Rádio Independência. Fundador dos jornais Boas Notícias e Boa Noite!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Próxima Notícia

Coronavírus: empresas poderão cortar jornadas e salários pela metade

qua mar 18 , 2020
<div class="at-above-post addthis_tool" data-url="http://jornalboanoite.com.br/fronteiras-com-paises-vizinhos-terao-restricoes-diz-bolsonaro/"></div>Medidas são temporárias, em troca da manutenção do emprego Além de permitir o adiamento do pagamento de tributos e contribuições, o governo quer permitir que as empresas afetadas pela crise do coronavírus cortem temporariamente metade da jornada e dos salários dos trabalhadores. Nos próximos dias, uma medida provisória (MP) deve […]<!-- AddThis Advanced Settings above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings below via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Advanced Settings generic via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons above via filter on get_the_excerpt --><!-- AddThis Share Buttons below via filter on get_the_excerpt --><div class="at-below-post addthis_tool" data-url="http://jornalboanoite.com.br/fronteiras-com-paises-vizinhos-terao-restricoes-diz-bolsonaro/"></div><!-- AddThis Share Buttons generic via filter on get_the_excerpt -->