Suposto serial killer é preso pela polícia em Imbituva

Investigação agora se concentra na busca corpo de mais uma pessoa assassinada na cidade por dívida com o tráfico de drogas

Investigadores da Polícia Civil de Imbituva (região dos Campos Gerais) prenderam nesta quinta-feira (18) duas pessoas suspeitas de envolvimento num assassinato ocorrido no último dia 12. De acordo com o delegado Luiz Gustavo Timossi, Wellington Antunes de Antoni, desaparecido desde essa data, foi morto pela dupla e o cadáver foi ocultado.

Segundo a autoridade policial, a investigação apontou que Antoni foi morto em um ponto de tráfico de drogas por uma dívida de R$ 200. Para cometer o crime, um dos autores teria desferido ao menos três golpes de facão na vítima, que morreu na hora. Depois de desovarem o corpo, os bandidos ainda atearam fogo no carro da vítima para tentar destruir evidências do crime.

Os investigadores retornaram às ruas na manhã desta sexta (19) para tentar encontrar o corpo da vítima e, até a publicação desta matéria, não havia informações sobre a localização do cadáver.

Preso pode ser ‘serial killer’

Um dos homens presos por envolvimento na morte de Antoni teria participação em pelo menos outros cinco assassinatos na cidade, conforme relato de Timossi. Ele seria um traficante de drogas que estaria executando outras pessoas por questões relacionadas ao comércio de entorpecentes.

Nas investigações, foi comprovada que a arma que pertenceria ao suspeito foi responsável pela morte de quatro pessoas em Imbituva – o quinto homicídio que ele já teria cometido foi praticado com uma faca.

“A Polícia Civil já vinha realizando diligências com intuito de coletar provas do envolvimento do suspeito e de seus comparsas nos crimes, estando o referido procedimento próximo de sua conclusão”, garante Timossi.

Foto: Divulgação/Polícia Civil

(ARede)

Ana Luiza Bonatto da Cruz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Próxima Notícia

Câmara aprova suspensão de pagamento do Fies

sex jun 19 , 2020
Além da suspensão de pagamento, o texto aprovado cria um sistema de refinanciamento; matéria segue para sanção presidencial